Notícias

Fenadesp entra com pedido de CPI para as Placas Mercosul

30/maio/2019 | por Imprensa Fenadesp

Após duas audiências públicas que discutiram as Placas Mercosul, ontem (29), Everton Calamucci, presidente da Fenadesp, protocolou em Brasília um pedido de CPI para apurar as irregularidades que envolvem a implantação delas.

A solicitação foi feita pela manhã e no período da tarde o deputado Domingos Sávio, presidente da Comissão de Viação e Transportes, já sinalizou que a CPI será realizada. Segundo ele, caso irregularidades sejam encontradas, os responsáveis serão penalizados pelos seus atos.

O Rio de Janeiro foi o primeiro estado a colocar em vigor as placas, em setembro de 2018, mesmo diante a um cenário turbulento, que culminou em duas mudanças iniciais: a retirada do lacre e dos brasões.

Em seguida, alguns estados – Paraná, Amazonas, Bahia, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Rio Grande do Norte – colocaram as placas em vigor de maneira forçada, também ignorando o contexto duvidoso que envolve a implantação no Brasil e o pedido da Comissão de Viação e Transportes para suspender o início de uso da placa por, pelo menos, mais 180 dias – feito após a audiência pública realizada em dezembro do ano passado.

“Está claro que alguns servidores e diretores do Denatran e dos Detrans estão envolvidos em um esquema de corrupção. Por isso solicitamos a CPI, pois a população não pode ser prejudicada mais uma vez por conta da ganância de uma máfia articulada para lucrar milhões”, disse Everton.

A Fenadesp acompanhará de perto esta CPI, para preservar, sempre, os direitos da categoria dos despachantes e dos cidadãos brasileiros.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




FIQUE ATUALIZADO!

RECEBA ATUALIZAÇÕES, INFORMAÇÔES
E NOSSOS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL
Quero Receber