Notícias

Nota de esclarecimento | Posicionamento sobre matéria veiculada no programa Bom Dia Brasil

05/ago/2017 | por Imprensa Fenadesp

Na manhã de hoje (4), o programa Bom Dia Brasil, da Rede Globo, exibiu em rede nacional a reportagem Carteiras de motoristas são oferecidas pela internet”. A matéria faz parte de uma série sobre vendas ilegais pela internet e mostrou a comercialização de CNHs sem o condutor fazer nenhuma aula em autoescola, o que de fato, coloca em risco vidas de outras pessoas que circulam no trânsito.

Federação Nacional dos Despachantes de Trânsito – Fenadesp esclarece que repudia este tipo de conduta ilegal e que preza pelo trabalho pautado pela ética. Por isso, prestará todo o apoio para as investigações das denúncias e, caso os envolvidos sejam realmente despachantes credenciados, tomará as providências para que tais profissionais sejam punidos conforme a legislação em vigor.

Ainda, é importante frisar que os Departamentos Estaduais de Trânsito – Detrans de todo o Brasil tem o dever de cadastrar os profissionais habilitados a trabalhar como despachante para que a população seja atendida por profissionais habilitados e não falsários. Com isso, é possível evitar que bandidos usem o título de despachante para cometer crimes.

Considerando que os Detrans dividem a prestação de serviços em duas grandes áreas, Habilitação de Condutores e Documentação de Veículos, a Fenadesp esclarece que os despachantes de trânsito, na grande maioria dos estados, atuam exclusivamente na área veicular em escritórios com endereço fixo. Já a habilitação de condutores é área de atuação exclusiva das autoescolas. Portanto, questões relacionadas à emissão de carteira de condutores, normalmente, não fazem parte das prerrogativas destes profissionais.

Fenadesp defende que a atividade de despachante especializada torna o controle do Estado mais efetivo e traz mais segurança para os cidadãos, possibilitando a punição ágil das más condutas que venham a ocorrer.

Por fim, a Federação ressalta que a forma como os despachantes de trânsito são citados na reportagem fere injustamente a honra de milhares de profissionais que exercem seu trabalho com honestidade e, desta forma, continuará trabalhando arduamente para impedir que tais desvios afetem a credibilidade da categoria. E o correto, nestes casos, seria a reportagem averiguar se o despachante citado é mesmo um profissional credenciado ou um falsário que se passa por despachante. Comprovando que não se trata de despachante legalmente credenciado o suspeito de participar no ato ilícito, informar isto à população.

 

Diretoria da Fenadesp

[+] Veja aqui a reportagem exibida pelo “Bom Dia Brasil”.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




FIQUE ATUALIZADO!

RECEBA ATUALIZAÇÕES, INFORMAÇÔES
E NOSSOS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL
Quero Receber