Notícias

Nota de Repúdio

19/jul/2018 | por Imprensa Fenadesp

A Federação Nacional dos Despachantes de Trânsito – Fenadesp vem a público emitir seu repúdio à citação inadequada do Poupatempo em matéria veiculada no site do Estadão que viralizou em outros sites de notícias e blogs da internet, vinculando de forma maldosa a imagem dos despachantes de trânsito ou documentalistas de São Paulo a supostos sites que cometem fraudes online.

Primeiramente, é preciso frisar que o alerta realizado pelo Poupatempo aos usuários do Detran-SP é válido e de grande importância, considerando que os supostos sites que realizam as fraudes utilizam-se indevidamente da marca do Programa Poupatempo e induzem os usuários a pagamentos indevidos.

No entanto, o ataque sórdido realizado pela nota do Poupatempo, a qual foi parcialmente publicada na matéria do Estadão, à categoria dos despachantes de trânsito, é descabida. De forma desrespeitosa, exprime a equivocada visão de um grupo político que busca a ‘eliminar os despachantes do serviço público no estado de São Paulo’, e favorecer um modelo de terceirização do estado através do Programa Poupatempo.

É uma grande irresponsabilidade tentar imputar a uma categoria inteira, a responsabilidade por erros de indivíduos integrantes da mesma, até porque geralmente os malfeitos acontecem com a participação dos agentes públicos. Tachar a classe dos despachantes como os vilões da gestão pública é desumano e cruel com aqueles que desempenham um trabalho honesto e ético, como é o caso da maioria dos profissionais.

Vale ressaltar que os despachantes de trânsito são credenciados e fiscalizados pelo Detran-SP e que prestam relevantes serviços à sociedade. É uma categoria antiga,  composta por profissionais honestos e batalhadores, que lutam incansavelmente para entregar na melhor forma possível os serviços da área de trânsito aos contribuintes paulistas.

Considerando que os despachantes não são remunerados pelo estado – ou seja, custo zero para os cofres do governo – é justa a cobrança de honorários aos seus clientes, que são regulados pelo próprio mercado e concorrência, igual a qualquer outro profissional que precisa deste recurso para sustentar a si e sua família.

A Fenadesp se solidariza com os despachantes de São Paulo frente a esta ofensa estapafúrdia e está à disposição da categoria para tomar medidas que sejam necessárias para defender a classe.

Para ler a matéria completa do Estadão, clique no link abaixo.

https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/poupatempo-alerta-para-golpe-na-internet-que-ja-fez-40-vitimas/




Comentários

  1. José Siqueira disse:

    Os Despacahntes e Concessionárias de Veículos automotores, são contra a Resolução, pq querem continuar a explorar o consumidores finais!!

  2. Rodolfo Kusler disse:

    Vocês DespacahntDespacahntes, estão contra a Resolução, pq querem continuar a extorquir os fabricantes de placas e explorar clientes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




FIQUE ATUALIZADO!

RECEBA ATUALIZAÇÕES, INFORMAÇÔES
E NOSSOS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL
Quero Receber